terça-feira, 21 de setembro de 2010

Vagarosa



Bom o título do post não faz só referência a demora do ser que vos escreve, mas também é o nome do segundo trabalho de Maria do Céu Whitaker Poças, ou simplesmente, "Céu". Se você não a conhece... lamento, porque é uma grande cantora, talvez por isso não conheça, já que a maior parte do tempo ela está em turnê international, enfim...

Céu foi a 4° convidada da Conexão Cultural do Parque Dom Pedro, dia 17 de agosto, e com toda sua expressão e "malemolência" fez um show maravilhoso .

"O rótulo da MPB ficou limitado. Ele é bem abrangente, afinal é música popular brasileira. E me considero isso. Quando vou fazer um som, me alimento do que gosto e, como muitos outros da minha geração, me alimento não só de coisas específicas. Gostamos de ouvir música da Jamaica, agora estou escutando música etíope. Não penso que tipo de música estou fazendo. Simplesmente faço um som." (Céu)

 
Definindo assim sua música, Céu tem uma forma muito particular em palco, com uma voz difícil de definir, consegue ao mesmo tempo atingir a potência que cada interpretação pede, sendo doce e agradável. Em palco ela inova, a novidade da vez era um dj tocando ao vivo com sua banda, misturando reggae/eletrônico/jazz/samba, consegue imaginar? Dificil né, mas o resultado é super bacana.

Interpretando lesadamente (no bom sentido da palavra) canções como:"Vagarosa", "Bubuia", "Espaçonave", "Cangote" e "Malemolência", Céu agradou (e muito) o público da Conexão.
My Space: http://www.myspace.com/ceuambulante
(Tem um texto muito legal lá, do Ramiro Zwetsch, que descreve bem melhor que o post o trabalho dela, da uma conferida).

Abraços!


imagens: juliana brentegani

3 comentários:

Gustavo Córdoba disse...

Putz...Juh, esse CD dela é caramba, pra não falar outra coisa. Um trabalho elétro-acústico maravilhoso, e ela hein?! Faz um sucesso danado no exterior. Vala-me Deus...O Brasil é um berço de TALENTOS.

Augusto Arantes disse...

Tá fotografando direitinho hein Ju?

Brentegani disse...

Valeu meninos!
(vixi Augusto, to longe de fotografar...)
bjo